quarta-feira, 29 de junho de 2011

As 9 alergias mais estranhas do mundo

O corpo humano é uma incrível máquina, mas, como todas as máquinas às vezes têm alguns defeitos de fabricação. Para algumas pessoas, atividades completamente comuns, como segurar o próprio filho ou tomar banho podem ser doloridas ou até impossíveis. Conheça as dez alergias mais estranhas do mundo!
 9-Alergia ao filho recém-nascido



De acordo com a Associação Americana de Obstetras e Ginecologistas dos Estados Unidos, a penfigóide gestacional é um problema de pele caracterizado por bolhas no abdome e, em alguns casos, em outras regiões do corpo da mãe. As mães podem desenvolver esta condição durante o segundo ou terceiro trimestre de gravidez e depois do parto. Em casos mais raros, a criança pode também nascer com a alergia.
Joanne Mackie, de 28 anos, desenvolveu doloridas bolhas e uma estranha alergia logo após dar à luz a seu filho James. A mãe sentia tanta dor causada pelas alergias que não conseguia nem segurar o filho e tinha que cobrir os braços para pegá-lo. Depois de alguns meses, a alergia passou, mas Joanne ficou com cicatrizes escuras nos locais onde tinha bolhas.
8- Alergia a água

 

 Conhecida como urticária aquagênica, a alergia à água afeta apenas uma pessoa em cada 23 milhões. A maior parte dos alérgicos à água ficam confinados em suas casas, não podendo entrar em contato com o líquido, pois são sensíveis aos íons encontrados na água não destilada, e têm que tomar cuidado até para beber água.
A estudante Ashleigh Morris é uma das poucas pessoas que têm a estranha condição. Até mesmo suar causa dor extrema à garota de 19 anos. Quando Morris entra em contato com a água, sua pele fica com eritemas avermelhados, que levam duas horas para passar. O maior contato que ela tem com a água é durante o banho, e ainda assim, em pequenas “sessões” de um minuto para se lavar, já que isso é uma atividade extremamente dolorida para a jovem.
7- Alergia a madeira


 O que você faria se desistisse do seu emprego estável e com um bom salário para trabalhar como carpinteiro e descobrisse que é alérgico a madeira? Pois foi isso que aconteceu com Dan Hill, que, por muita sorte, descobriu um tipo de madeira a que não era alérgico, e pôde continuar para seguir com seu sonho de trabalhar como carpinteiro com seu irmão.
As alergias à madeira variam de pessoas que têm alergia apenas a algumas árvores, mas algumas pessoas têm alergias a todo tipo de madeira, além de não poder tocar em papel ou até mesmo pegar em um lápis. As pessoas com esse tipo de alergia sofrem com problemas de pele semelhantes a queimaduras, além de tosse e espirros.
6- Alergia a exercícios físicos


 Eu acho que tenho este problema, pois toda vez que faço exercícios fico muito cansada. Brincadeira! Pode até parecer uma desculpa esfarrapada, mas algumas pessoas realmente têm alergias a exercícios. Cerca de mil pessoas no mundo inteiro têm essa condição, e podem sofrer choques anafiláticos se fizerem atividades físicas mais pesadas.
Geralmente a alergia é desencadeada quando a pessoa come algum tipo de alimento específico antes do exercício ou até quando toma algum medicamento que possa causar alergias. A alergia pode causar um edema de glote, levando a dificuldade de respirar,  engasgos, náusea a vômito.
5- Alergia a comer maçãs embaixo de uma bétula


 Várias pessoas têm alergias a uma comida específica, mas a garotinha Grace Morley tem uma alergia extremamente bizarra: ela não é alérgica a maçãs nem às árvores chamadas bétulas (Bétula (Betula) é o nome de um género de árvores da família Betuláceas, (próxima da dos carvalhos, Fagáceas), à qual pertence também a aveleira, Corylus avellana), mas se ela comer uma maçã embaixo de um pé desta árvore ou próxima a uma, ela entra em choque anafilático, e pode morrer em poucos minutos.
4- Alergia ao sol


 Não é tão incomum as pessoas terem uma sensibilidade ao sol, mas um tipo específico, chamado de urticária solar, é extremamente raro e perigoso. A pessoa que tem a alergia fica com erupções na pele ao ser exposta a radiações ultravioleta, ou até mesmo à luz. Além disso, a alergia é tão forte que pode atingir a partes cobertas do corpo.
3-Alergia à vida moderna


Para quase todas as pessoas, é bastante comum falar ao celular, usar o microondas ou dirigir um carro. Mas qualquer uma dessas tarefas é quase impossível para Debbie Bird, que é alérgica à tecnologia moderna, uma eletros sensível. Ela é tão sensível ao campo eletromagnético criado por computadores, microondas e outros aparelhos que tem erupções cutâneas fortes e inchaço das pálpebras se ela chegar perto de algum desses objetos. 
Na Inglaterra, onde Debbie vive, os médicos acreditam que as alergias têm uma ligação mais forte com uma saúde pouco resistente e os sintomas são atribuídos as características psicossomáticas. Mas várias pessoas discordam, e afirmam que aproximadamente 500 pessoas têm o problema em todo o mundo.
2-Alergia a beijos


Esta alergia não significa que a pessoa tenha alguma sensibilidade à boca ou à língua de outra pessoa, e geralmente vem acompanhada de outra alergia a alimentos ou medicamentos. Geralmente o que acontece é que, ao beijar alguém, a pessoa entra em contato com possíveis resquícios de alguma comida ou medicamento ao qual é alérgico. 
Em 2003, o estudante Jamiw Stewart teve um choque anafilático em um baile ao beijar a sua colega Liza Macfarquharn. Ele tinha alergia a nozes, e sua parceira tinha acabado de comer exatamente isso!
1-Alergia a roupas íntimas


Pessoas com esse tipo de alergia desenvolvem erupções, têm coceira e até mesmo bolhas. A alergia é causada pelos tecidos utilizados para fazer as roupas íntimas, e pode atingir mulheres e homens. O melhor modo de evitar a alergia é usar calcinhas e cuecas de boa qualidade, com agentes bactericidas e hipoalergênicas. Algumas pessoas acreditam que a cantora Britney Spears sofra desta doença.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário